Rússia relata que primeiro teste com sua própria internet foi bem-sucedido

40
Foto: Pixabay/Reprodução

Assim como na China e no Irã, a Rússia também está trabalhando em sua própria versão da internet, a Runet, cujo objetivo é manter o país conectado caso aconteçam ataques ao local, além de oferecer mais autonomia ao país.

Atualmente, os países recebem serviços de internet estrangeiros através de cabos submarinos, os quais formam pontos de conexão que transmitem os dados. A Runet seria um sistema alternativo, com controle de acessos às redes e conexões restrito às fronteiras do país.

Segundo a BBC, a Runet parece ter sido experimentada recentemente (sem data específica divulgada) e implementada no país, de forma que os russos não sentissem nenhuma diferença.

Os testes teriam sido feitos com auxílio das operadoras de telefonia, mas o governo russo não forneceu maiores detalhes sobre a operação.

O Ministério de Comunicações da Rússia afirmou apenas que os testes bem-sucedidos, com operadoras e autoridades locais prontas para reagir em caso de ameaça contando com uma Runet estável; apesar da rede ainda não está funcionando 100%.

Vale lembrar ainda que o sistema de redes faz parte de uma nova regulamentação que o presidente Vladimir Putin assinou em novembro; e que os políticos aprovaram uma lei que proíbe a venda de smartphones que não têm software russo pré-instalado.